segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Fama,the best sellers



Fama, the Best Sellers

A fama pode ser vista e analisada por vários ângulos. E como é interessante analisar tudo e todos que são ou foram famosos!
Uma pessoa pode ser famosa, dentro de casa, na escola, no bairro, na cidade, no seu país e no mundo. Várias dimensões de fama repercutem direta ou indiretamente no poder de cada um.
Podemos ser famosos por atos de coragem, inteligência, criatividade, habilidade, esperteza, grandeza, violência, riqueza, e muitos outros aspectos. Existem até aqueles que ficam famosos pelas desgraças que acontecem em sua vida, já que a mídia precisa “lucrar” com isso.
Alguns apelam para o sucesso, como se isso fosse o grande ápice de sua vida e sinônimo de falta de problemas, ou até mesmo, se sentem como se chegassem ao paraíso, onde tudo pode ter e ser como a pessoa quiser.
Existem grandes ilusões em torno da fama, seja ela analisada sob qualquer aspecto, como por exemplo: dinheiro, vaidade, poder, ganância. E quando o EGO começa a ficar inflado? Se isso acontece, a pessoa sai da realidade e se afunda em um grande posso de desilusões e falsos conceitos.
A fama pode acontecer de um dia para o outro, com muita ou pouca busca, ou sem mesmo que se espere. Mas com ela, vem chegando muitas outras vertentes, e então o mundo de quem a possui se torna muito diferente. Não só por atributos financeiros e as várias possibilidades que podem se abrir, mas também por aspectos humanos reveladores.
As pessoas acreditam que coisas e pessoas muito famosas, são melhores que as outras. E aí quando se deparam com um objeto de desejo ou de admiração decorrentes de sua fama, ficam trêmulas, nervosas e eufóricas perdendo, muitas vezes, até o bom senso.
Se a marca da roupa de alguém não for famosa, o valor de quem a veste fica pequeno. O carro então, nem se fala. Se ganhar um livro de aniversário cujo autor não seja famoso, nem tanto valor e estimas terão por ele. Se aparece alguém no programa de televisão lançando um trabalho, mas ninguém comenta seu nome ou quem seja aquela pessoa, provavelmente mudarão o canal. Se estiver todo mundo comentando e escutando o clipe novo de algum artista, provavelmente escutarão e ouvirão mais de uma vez, pois está na moda.
A cultura do “The Best Sellers” é aquela onde tudo que é muito falado ou escutado e consumido é melhor que qualquer outra coisa “temporariamente” desconhecida. Ou seja, tudo que é mais popular é mais interessante. Perde-se autenticidade para estar inserido na massa que robotiza a todos, dizendo o que é bom vestir, comprar, ler, usar, escutar, assistir! Por medo de exclusão, preconceito e vergonha, muitas pessoas deixam de escolher o diferente, o desconhecido, o próprio, aquilo que ninguém conhece. Deixam de conhecer novas marcas, novos produtos, livros de novos autores, e quando se deparam com a famosa plaquinha “The Best seller”, calam suas próprias opiniões e, cegas, acabam enxergando com os olhos dos outros.
Termino sugerindo uma reflexão: “Fama é um atributo, ou apenas a conseqüência de um atributo?”.
Paula Chaves

6 comentários:

  1. Como vc mesmo diz: "Podemos ser famosos por atos de coragem, inteligência, criatividade, habilidade, esperteza, grandeza, violência, riqueza, e muitos outros aspectos...."
    A Fama é um atributo!

    ResponderExcluir
  2. Fama é a conseqüência de um atributo. Atributo é um termo que acrescenta um sentido de qualidade á outra palavra. Nesse caso, fama não é atributo, apenas conseqüência do mesmo.
    E definir fama é limitá-la. O que na minha humilde percepção é que uma "pessoa famosa" automaticamente é colocada num degrau superior, em outro patamar, e não mais igualada com outro "simples" ser humano. Tornam-se assim quase intocáveis, inatingíveis, pessoas que se isolam, ou são isoladas porque são definidas como "famosas".
    Por isso é perigoso definir ou julgar alguém por um rótulo imposto á ela. Quase sempre se perde o bom senso do que de fato é verdadeiro e o que é "imagem fabricada".

    ResponderExcluir
  3. Andréia do Rocio Santos8 de novembro de 2011 14:27

    Pensando sobre este artigo,então,a fama para o lado negativo pode ser comparada ao bullyng?

    ResponderExcluir
  4. "As pessoas acreditam que coisas e pessoas muito famosas, são melhores que as outras." - refletindo sobre essa frase - questiono: será que de fato existem pessoas que acreditam nisso.. ... ... ter fama é sinônimo de ser melhor... penso que acreditar nisso é, sinceramente, não valorizar a essência enquanto pessoa, pois a FAMA é apenas consequência - na maioria das vezes - de pessoas que se destacam em um ou outro segmento. Pela minha ótica vejo a FAMA como consequência de algo e, em muitas situações, como um produto que a nossa sociedade vende, ou melhor, precisa vender. Desde que o mundo é mundo precisamos de ídolos, ícones... pessoas que representem algo perante a sociedade, a época e que ditem regras, normas, modas... culminando assim no consumismo - que é o norteador da nossa sociedade capatalista. Considerar o famoso um sujeito melhor do que os outros... hum!!!!!!!! não sei... é radical demais. Claro, que aqueles que têm a fama despertam sentimentos de admiração nas pessoas, respeito ( penso ser isso muito subjetivo). A fama, o "celebrismo" mexe com o imaginário das pessoas. Pois, é assim que a mídia "determina" que seja. Provoca euforia, sentimentos dos mais diversos...
    Já refletiu sobre os "Reality show" e a necessidade que a sociedade, a mídia tem de produzir "personalidades - celebridades", as quais eu considero "personalidades vazias", pois sua fama, seu estrelato é construído sem histórias, em cima de uma massificação generalizada. Diferentes de pessoas que têm uma história "de vida", trabalho, dedicação e têm por consequência a fama. Mas, sinceramente, não considero que "os famosos" são melhores do que nós simples anôminos... no entanto, compartilho com você que existem pessoas as quais frente a frente com famosos, ídolos ficam ficam trêmulas, nervosas e eufóricas perdendo, muitas vezes, até o bom senso. Mas, não acredito ser pela FAMA... e, sim, por aquilo que está no imaginário dessas pessoas, o que essas personalidades representam para elas... com certeza, você tem ídolos, assim como eu os tenho... e isso é algo natural, pois - felizmente ou infelizmente - estamos inseridos nessa sociedade e ela nos vende isso... mas, a sabedoria é saber (é redundante mesmo - rs) como consumir essa fama que nos é vendida... e admirar alguém pelo que faz, escreve, veste, faz, canta, dança, fala, representa... sei lá... é saudável, pois - e já respondendo seu questionamento final - a fama é apenas consequência de algo que se faz bem, de alguma qualidade adimiravél em alguém... ou seja... é somente... apenas consequência de um atributo - isso - claro! - sobre a minha ótica. Então, mesmo que sejamos anôminos perante uma sociedade... sejamos celebridades no nosso mundo, com aqueles que estão a nossa volta, pois - sendo assim - estaremos fazendo com que nos tornemos admiráveis por estes, mas que isso não seja nenhum glória e, sim, apenas um sinal que estamos fazendo algo de bom... finalizo desejando sucesso a todos... ESTRELAS...

    ResponderExcluir
  5. Penso que quando existem atributos (qualidades, talentos, etc), a fama é conseqüência dos atributos. Mas a mídia consegue inverter valores, e “transformar” coisas ruins em “boas”, nesse caso a fama passa a ser o “atributo”. De uma forma ou de outra a fama não torna ninguém mais do que ninguém no que diz respeito a pessoa em si. Um grande engano achar que alguém é diferente apenas por ser celebridade. A única diferença do “comum” para a "celebridade", é o fato de estar ou não em evidência. Apenas uma questão de publicidade.
    Paula, muito boa sua reflexão! Gostei. bjs

    ResponderExcluir
  6. Amei sua publicação Paula.Sou professora de matemática e física e quando li seu artigo,lembrei de como sonhava em ser famosa e como me senti mal,por muitas vezes ao pensar que nunca realizaria esse sonho.Sua publicação me fez recordar de uma frase que minha professora me disse: Todo o professor é o artista que não deu certo,pois temos nossa platéia e nosso lugar de destaque na sala de aula,só não temos todo o reconhecimento.Discordo de algumas coisas dessa frase,pois como vc mesmo escreveu posso ser famosa em qualquer lugar e graças a Deus,faço o meu trabalho com todo o amor e obtenho sucesso e o reconhecimento dos meus alunos e colegas de trabalho.Discordo tb do inicio da frase,pois me considero o artista que deu certo.Um grande bj,gostaria muito de conhece lá.

    ResponderExcluir