terça-feira, 11 de dezembro de 2012

O fim do mundo




De acordo com as profecias dos Maias, o mundo acabará dia 21 de Dezembro de 2012. De hoje até este dia, só nos restam apenas dez dias. E o que mais se vê por aí, são pessoas desfazendo planos e fazendo piadinhas como: “o mundo acaba dia 21 e eu não ganhei na Meg a Sena”, “o mundo acabará e eu não comprei um Iphone”, “o mundo vai acabar e eu vou ultrapassar o limite do cartão de crédito antes do dia 21”. E assim as redes de comunicação vão se contaminando de expressões e crenças que vão sendo expostas, e todo este inconsciente pessoal vai se formando e vai tomando força.
O que sabemos, e se procurarmos informações a respeito de tal fato, é de que é quase impossível que aconteça e também existem milhares de astrônomos que olham para os céus todas as noites. Com certeza, eles teriam notado algo em movimentação se aproximando da terra. Ainda bem que está acontecendo toda esta preparação para o “fim”! Penso que isto tudo gera um grande fenômeno na mente de muitas pessoas, pois se esperamos uma grande catástrofe que a possibilidade de vida seja inexistente, e se isso realmente não vai acontecer, então, será mais ou menos parecido como se estivéssemos prestes a perder algo muito valioso, e quando não sofremos a perda, reconhecemos a grande importância “deste” ou “desta” na nossa vida.
Com a preparação para o fim, e com a descoberta de um recomeço grandes mudanças irão ocorrer. Acredito que muitas pessoas passarão a valorizar mais vida e a sua continuidade, sem a possibilidade de um desastre, de um fim. Valorizar cada dia, minutos e segundos da sua vida, e não mais desperdiçá-los. Saber que toda a mudança que queremos ver no mundo não acontecerá através de um desastre, mas sim, através de uma mudança de consciência.
Nós teremos tempo para a mudança, para o aprendizado, mas temos que dar início agora, e por mais que as cosias tenham andado muito rápidas, é preciso que a gente pare, e pense, e repense, no sentido de viver. Já que essa “morte” simbólica se aproxima, repense em como recomeçar depois do fim, como lidar com a continuidade disto tudo que vivemos. Se toda esta loucura comunitária do mundo moderno, não irá acabará em um desastre, ela terá outro fim, e deveremos então buscar uma finalidade para ela!
Esta frase faz muito sentido para mim: “Não é difícil morrer nesta vida: / Viver é muito mais difícil.”Vladimir Maiakóvski

Que todos nós possamos aprender a viver depois da possibilidade de um FIM.

Paula Chaves

4 comentários:

  1. Qué alegría volver a recibir tus publicaciones, querida!!!
    Muita saudade de você!
    Que cada fin sea un paso adelante, que cada paso traiga enseñanzas, y que cada enseñanza nos haga más libres.
    Un beso desde Uruguay.
    Verónica Castillo.-

    ResponderExcluir
  2. Bom mesmo receber de novo suas publicaçoes como disse o Anonimo.“Não é difícil morrer nesta vida: / Viver é muito mais difícil.”Vladimir Maiakóvski Concordando plenamente com a frase, agente vai lendo e aprendendo com seus posts. Obrigado.

    ResponderExcluir
  3. O Senhor Jesus disse:Eu sou o caminho a verdade e a vida, todas as nossas respostas estão no livro Sagrado ( Biblia) e Ele mesmo disse que viriam dias em que a humanidade iriam buscar a morte e a mesma fugira deles e ainda assim seria o principio das dores! Nem mesmo Jesus sabe que dia será o acontecimento de sua volta mas unicamente o Todo Poderoso...

    ResponderExcluir
  4. quanto tempo paula,já estava com saudades das suas postagens,sempre sabias e cheias de aprendizado.Que façamos de cada minuto um recomeço de fim!

    ResponderExcluir